Finn

A circunferência abdominal é uma medida que tem forte relação com a quantidade de gordura da região do abdômen. Esta gordura, que envolve os orgãos, é a grande responsável pelas complicações associadas ao excesso de peso, como pressão alta, resistência à insulina, intolerância à glicose, aparecimento do diabetes tipo 2 e altas taxas de gordura e colesterol no sangue. Por isso, o acompanhamento desta medida é considerado uma forma de avaliar o risco de desenvolvimento destas doenças. A vantagem é que requer apenas uma fita métrica.

Como medir?

Sem roupas, posicione a fita métrica na altura do umbigo. Relaxe o abdômen e expire no momento de medir. Para as mulheres, o valor deve ser igual ou menor do que 80 cm. Já para os homens, 94 cm. Estar acima desses números representa um risco maior de desenvolver doenças cardiovasculares, como aponta o quadro abaixo:

Sexo Faixa ideal Risco aumentado Risco muito aumentado
Mulher Menor que 80cm 80 - 88cm Maior que 88cm
Homem Menor que 94cm 94 - 102cm Maior que 102cm

Síndrome metabólica

Pessoas com esta disfunção apresentam três ou mais das cinco características abaixo:

a) Obesidade abdominal: circunferência maior do que 88 cm em mulheres e 102 cm em homens;
b) Triglicérides maior ou igual a 150 mg/dl;
c) HDL inferior a 40 mg/dl para homens e 50 mg/dl para mulheres;
d) Pressão Arterial Sistólica maior ou igual a 130 mmHg;
e) Pressão Arterial Diastólica maior ou igual a 85 mmHg;
f) Glicemia de jejum maior ou igual a 110 mg/dl.

Em conjunto, os fatores de risco elevam as chances de desenvolver doenças cardíacas, derrame e diabetes. De acordo com a ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica), estes fatores também aumentam a mortalidade geral e a mortalidade por doença cardiovascular.

Dicas para o controle da Obesidade abdominal

1. Para adultos, uma caminhada de 30 minutos por dia ajuda a reduzir os riscos de doenças cardiovasculares. Para crianças, 60 minutos de atividade física diária. Consulte seu médico;

2. Reduza o tempo que você e sua família passam diante da televisão ou do computador e lembre-se: é de grande importância mudar os hábitos alimentares.